Palestrantes

Nina Almeida Braga

Instituto-e

Graduada em Sociologia e Psicologia (PUC-RJ), com mestrado em Antropologia Social (UFRJ) e Saúde da Criança e da Mulher (FioCruz). Trabalhou como assessora parlamentar da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Organizou movimentos pela preservação ambiental principalmente no município de Paraty –RJ. Trabalhou como consultora do Grupo de Terras da SUDELPA – Superintendência de Desenvolvimento do Litoral Paulista. Roteirista e diretora de documentários ambientais. Consultora do Ministério da Saúde no Programa de Humanização. Diretora executiva do Instituto-e.

Oskar Metsavaht

Osklen/Instituto-e

É um criador multidisciplinar que transita entre áreas como moda, audiovisual, design de mobiliário, ações socioambientais e expedições. Fundador da Instituto-e, uma organização sem fins lucrativos localizada no Rio de Janeiro, dedicada à promoção do desenvolvimento humano sustentável, ele desenvolve o projeto e-fabrics que, em parceria com empresas, instituições e centros de pesquisa, identifica tecidos e materiais desenvolvidos a partir de critérios socioambientais. Em 2011, a sua marca, OSKLEN, recebeu o título de “Marca de Luxo Emergente do Ano” em Londres, e foi declarado pela revista Fast Company a quarta pessoa mais inovadora do Brasil e uma das 100 pessoas de negócios mais criativas no mundo. É freqüentemente convidado para participar como palestrante sobre o tema em conferências mundiais, o Ethical Fashion Paris. Em 2011 Oskar foi nomeado Embaixador da Boa Vontade da UNESCO.

Carlos Alberto V. Muniz

Vice-prefeito e Secretário Municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro.

Cursou a Escola Nacional de Engenharia (1965-1969) e Economia – com especialização nas áreas de Planejamento Econômico e Consultoria – na Université Paris-Sorbonne, onde concluiu também o Doutorado durante o período de exílio (1974-1976). Foi Presidente da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente/FEEMA (1987-1990) e Presidente da Superintendência de Rios e Lagoas/SERLA (1977). Atualmente preside o Comitê Hidrográfico da Baía de Guanabara, o Conselho Municipal de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro, o Comitê Gestor da Orla e é o Secretário Executivo do Fórum Carioca de Mudanças Climáticas.

Celso Schenkel

Setor de Ciências/UNESCO

Engenheiro Florestal pela Universidade de Brasília em 1980, iniciou sua carreira profissional na Amazônia como responsável técnico de empresa privada, atuando na área de silvicultura e exploração de madeiras. Ingressou, por concurso público, na extinta Superintendência da Borracha-SUDHEVEA em 1982, especializando-se em borracha natural por meio de cursos no Brasil, na França e na África. Após curso de especialização em planejamento Regional pela ONU/CEPAL, assumiu a função de Coordenador Geral de Planejamento da SUDHEVEA em 1985. Integrante do GT3 do Programa Nossa Natureza participou da concepção do novo modelo institucional para o setor ambiental brasileiro em 1988, que resultou na criação do IBAMA. Membro da Comissão Interministerial de estruturação do IBAMA ocupou-se da formulação da estrutura e do Regimento Interno do Instituto. Ainda em 1989, foi designado coordenador da fusão dos orçamentos dos órgãos formadores do IBAMA. Foi assessor do Diretor de Ecossistemas do IBAMA e ocupou o cargo de Diretor de Ecossistemas do IBAMA, tendo exercido também a Presidência do IBAMA. Desde fevereiro de 1994 é coordenador de Ciências Naturais do Escritório da UNESCO no Brasil.

Márcia Oliveira

Bacharel em Biologia, em 1994, e Mestre em Saneamento Ambiental, em 1997, pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Desde 2004, é Analista Ambiental da Gerência Costeira do Ministério do Meio Ambiente. Foi coordenadora do Projeto Orla entre 2004 e 2010 e atualmente é responsável pela coordenação do Projeto “Instrumentalização dos três níveis de governo para o ordenamento ambiental/territorial”..

Lucila Pinsard, SMA/SP

APA Marinha do Litoral Norte

Bacharel em Ciências Sociais e mestre em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo, trabalha há 27 anos com gestão territorial, particularmente voltada para moderação de conflitos socioambientais e unidades de conservação envolvendo indios, caiçaras, caipiras, quilombolas, grileiros, pescadores, etc. Desde outubro de 2008 é gestora da Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Norte de São Paulo pela Fundação para Conservação Florestal/Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Coordenou a regulamentação da Política Nacional de Educação Ambiental como presidente da Câmara Técnica de Educação Ambiental do CONAMA, e participou ativamente da construção do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Autora e coordenadora do Programa de Desenvolvimento profissional de professores “Parâmetros em Ação – Meio Ambiente na Escola” quando esteve à frente da Coordenadoria Geral de Educação Ambiental do Ministério da Educação, e de diversos artigos em revistas especializadas sobre educação ambiental, populações e áreas naturais protegidas, entre elas a publicação do livro “De Invisíveis a Protagonistas: Populações Tradicionais e Unidades de Conservação” ; São Paulo; AnnaBlume: FAPESP; 2008.

Guilherme Dutra

Programa Marinho da Conservação Internacional.

Ingressou na CI – Brasil como biólogo em 1996, após se formar pela Universidade Federal de Minas Gerais. Em 2000, concluiu o mestrado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas, enquanto coordenava o Projeto Abrolhos da Conservação Internacional. Desde que começou a trabalhar em Abrolhos, Guilherme Dutra coordena iniciativas para aumentar o conhecimento e o reconhecimento da importância dos recifes de corais, além de desenvolver soluções de gestão que possam ser replicadas e influenciar a conservação marinha no país. Até hoje, ele gerenciou mais de 25 projetos nessa linha, trabalhando com 16 comunidades locais, além de liderar três importantes campanhas de comunicação para a proteção da região. Atualmente é diretor do Programa Marinho da Conservação Internacional (CI) no Brasil.

Alexander Turra

Instituto Oceanográfico-USP.

Possui bacharelado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1994),  licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1994), mestrado em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e doutorado em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Atualmente é professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Ecologia Marinha, Oceanografia Biológica e Gerenciamento Costeiro, atuando principalmente nos seguintes temas: manejo e conservação marinha; impacto ambiental marinho; ecologia de populações marinhas, com ênfase em caranguejos ermitões; estrutura e organização de comunidades marinhas. Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 do CNPq.

Marcus Polette

ISO Praias e Univ. Vale do Itajaí.

Pesquisador e professor da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. Professor visitante na Universidad de la República – Udelar – Uruguay, no mestrado de Manejo Costero Integrado; e na Universidade Politécnica da Catalunya – Espanha. Editor e fundador da Revista de Gestão Costeira Integrada para países de Língua Portuguesa. Desenvolve pesquisas na área de gestão costeira integrada tendo como foco a inserção de métodos baseados em análises de governança e governabilidade, utilizando indicadores de referência como o modelo DPSIR e PER. Estrutura o processo de implementação da ISO 14001 para praias no Brasil. Pós doutorado em Geografia Física UPO – Sevilha/Espanha (2008) e em Ciências Políticas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Dutorado em Ecologia e Recursos Naturais tendo como ênfase a Gestão Costeira Integrada UFSCar (1997). Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais – UFSCar (1997). Graduação em Geografia FURG (1987) e Oceanografia FURG (1989). Possui especialização em gestão costeira integrada nas seguintes instituições: Universidade de Delft (Holanda), University of Rhode Island EUA (Coastal Resources Center CRC), e Universidade de Bologna (Itália).

Cyl Farney Catarino de Sá

Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Graduado em Ciências pela Universidade Gama Filho/RJ (1982), Mestre em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e Doutor em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Atualmente é Pesquisador III do Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Desenvolve estudos em florística e estrutura de comunidades vegetais costeiras.

Jovanildo Savastano

presidente do Comitê Gestor da Orla do Rio de Janeiro

Economista formado pela UFF, com pós-graduação em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ. Há mais de 20 anos é consultor especializado no desenvolvimento Recursos Humanos. Desde 2009 responde pelo Comitê Gestor da Orla do Rio de Janeiro, trabalhando na Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SMAC.

Luiz Roberto Zamith Coelho Leal

Departamento de Biologia Geral da Universidade Federal Fluminense.

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula (1984), com mestrado (2001) e doutorado (2007) em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. De 1986 a 2009 foi biólogo estatutário da Fundação Parques e Jardins, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, onde de 1995 a 2008 coordenou o Projeto Flora do Litoral, que tinha como principal objetivo a restauração de restingas degradadas em unidades de conservação municipais. Desde 2009 é Professor Adjunto do Departamento de Biologia Geral do Instituto de Biologia da Universidade Federal Fluminense. Integrante do Laboratório de Ecologia Animal e Vegetal, tem como linhas de pesquisa a restauração ecológica de ecossistemas terrestres, com ênfase em restingas, a ecologia da germinação de espécies nativas e a conservação e reintrodução de espécies vegetais ameaçadas de extinção.

Rosana Junqueira

Gestora do Parque Natural Municipal da Prainha

Graduada em Administração, com Pós-Graduação em Formação Pedagógica de Docentes, pela Univ. Candido Mendes e em Ciências Ambientais, pelo Núcleo de Ciências Ambientais da UFRJ. Trabalhou na Sec. Municipal de Educação. Foi administradora e gestora do Pq. Natural Municipal de Grumari e desde 2004 exerce a função de gestora do Pq. Natural Munic. da Prainha, tendo recebido menção honrosa por este trabalho em 2008.

David Zee

Universidade Estadual do Rio de Janeiro e Univ. Veiga de Almeida.

Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1978), mestrado em Coastal and Oceanographic Engineering – University of Florida (1980) e doutorado em Geografia Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Atualmente é Coordenador do Mestrado Profissional em Meio Ambiente e no curso de MBA em Planejamento e Gestão Ambiental da Universidade Veiga de Almeida – UVA e professor adjunto da Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Tem experiência na área de Engenharia Ambiental e Oceanografia, com ênfase em Oceanografia Costeira e Impactos Ambientais em Ecossistemas Urbanos – Costeiros, atuando principalmente nos seguintes temas: estudos de impacto ambiental, poluição urbana, erosão costeira, balneabilidade, qualidade de vida e monitoramento ambiental. Consultor técnico em Estudos de Impacto Ambiental, Auditoria Ambiental e Perícia Ambiental. É presidente do Conselho Consultivo da ONG Defensores da Terra e Vice-Presidente da Câmara Comunitária da Barra da Tijuca-RJ.

André Abreu

Tara Expeditions

Formado em Filosofia e Comunicação Social, com cursos de especialização em Relações Internacionais e Economia do Desenvolvimento. Idealizador e coordenador do programa “Porteurs d’eau” (Mensageiros da Água), principal programa da Fundação France Libertés, que visa sensibilizar e informar o cidadão sobre as questões de direito e acesso à água potável. Especializou-se na questão da Água, tendo coordenado diversos projetos de cooperação internacional na área. Foi representante da France Libertés no conselho dos direitos humanos da ONU e conferencista com experiência em eventos na UNESCO, ONU, Parlamento Europeu, entre outras participações em eventos de dimensão internacional. Em 2009 ingressou na equipe Tara Expeditions, como responsável de políticas internacionais e coordenador das atividades propostas pela TARA na Conferência Rio+20. Foi o coordenador da escala do barco Tara no Brasil em 2012 e acompanha desde 2011 as negociações preparatórias na UNCSD em Nova Iorque como representante nos Major Groups relativos aos oceanos. Integra desde 2002 o “collectif nouvelles richesses” em Paris, onde coordenou a partir de 2005 o projeto “Reconsiderar a Riqueza”, com economistas e sociólogos europeus e brasileiros, visando criar novos Indicadores de Sustentabilidade. Fundador e coordenador da ONG “FAIR”, Fórum para outros indicadores de riqueza.

Gisele Abrahão

Esfera Projetos Ambientais e Instituto Ambiental Ratones.

Bióloga, formada pela Universidade Federal de Santa Catarina; com Mestrado em Agroecossistemas, focada para recuperação de áreas degradadas de manguezal; Especialização no Japão: Manejo sustentável em Ecossistemas de manguezal.

Como consultora realiza diversos trabalhos na área ambiental como Estudos de áreas de Mata Atlântica (Empresa Tigre, Schulz, Embraco), Capacitação e sensibilização de funcionários de empresas e órgãos do governo em temas relacionados ao meio ambiente e educação ambiental (Schulz, Embraco, Companhia Águas de Joinville, Gerência de Educação de Joinville, HSBC, Instituto Ambiental Ratones). Consultora do Programa de Educação Ambiental “Prêmio Embraco de Ecologia” desde 2002.
Perita Oficial da Justiça Federal desde 1995.
Credenciada pelo SEBRAE/SC para projetos de Gestão Ambiental.

Murilo Bustamante

Ministério Público do Rio de Janeiro

Promotor de Justiça Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Meio Ambiente e do Grupo de Apoio Técnico Especializado de Meio Ambiente do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Mestre em Direito Ambiental pela Pace University School of Law.

Marinez Scherer

Universidade Federal de Santa Catarina/ Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Geociências.

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina e doutorado em Meio Ambiente e Gestão de Recursos Vivos Marinhos/Ciências do Mar pela Universidad de Cadiz/Espanha. É professora efetiva de gerenciamento costeiro no depto. de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina e professora convidada de cursos de curta duração e de mestrado em gerenciamento costeiro em países como Colombia e Espanha.

Atua como colaboradora voluntária do Programa Bandeira Azul no Brasil através da OSCIP Instituto Ambiental Ratones. Como voluntária, é também Diretora-Técnica da Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, Secretária Executiva do Fórum do Mar e membro da European Union for Coastal Conservation (EUCC) e da IUCN, como Força Tarefa para a conservação da natureza em áreas urbanas. Já atuou também como consultora para a Avaliação de Impactos Ambientais e de Vizinhança para empreendimentos imobiliários, industriais e comerciais situados na zona costeira, e em Planos de Recuperação Ambiental de áreas costeiras.

Reinaldo Magalhães Redorat

Projeto Orla / SPU-Brasília

Formado em Ecomomia pela USP (1975) e em Advocacia pela AESUDF (1994). Possui Especialização em Assessoria Legislativa pela UNB (1995) e em Direito Processual Civil pela AMAGIS-DF (2003). Atualmente atua na Coordenação Nacional do Projeto Orla.

Margareth Carvalho

SEBRAE-RJ

Psicóloga formada pela Universidade Gama Filho, com Pós Graduação em Administração de Recursos Humanos, Reengenharia e com curso de especialização em Gestão do Varejo. Trabalha há 17 anos no SEBRAE/RJ, ocupando diversos cargos, o que lhe trouxe uma vasta experiência no apoio às pequenas e micro empresas, tendo participado de diversos Congressos e Missões nacionais e internacionais com foco no desenvolvimento empresarial, sendo atualmente gestora de projetos dos setores de comércio e Serviços.

Heloísa Prado Pinto

Núcleo de Informação e Educação Ambiental, Praia do Tombo, Guarujá/SP.

Coordenadora da implantação e manutenção da Certificação Bandeira Azul da Praia do Tombo. Formada em Pedagogia, Psicopedagogia e Educação Ambiental, com curso de extensão em Responsabilidade Social. Trabalhou em várias atividades de ensino e consultoria em Educação Ambiental. Entre outros cargos, foi chefe da Divisão de Pesquisa e Educação Ambiental da SMMA – Guarujá, SP e Diretora do Acampamento Embaixadores do Meio Ambiente – Guarujá, pela Jean-Michel Cousteau’s Ocean Futures Society do Brasil. Também em Guarujá, vem atuando como voluntária e foi coordenadora de projetos como: “Praia Irada é Praia Limpa” (WQS 2009), “Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias” (de 2002 à 2011, organizado pela Ong The Ocean Conservancy / USA), “Patrulha do Meio Ambiente” (2004-2006) e do “Mutirão de Limpeza da Ilha da Pompeba” (de 2003 à 2007).

José Archer

Programa Bandeira Azul / Europa.

Licenciado em Direito pela Universidade Católica de Lisboa (1982) com especialização em Ciências Jurídicas de Empresa. Advogado e senior partner da sociedade de advogados Correia Afonso Archer & Associados RL., com sede em Lisboa. Sócio e administrador da Via Legis (Agrupamento Europeu de Interesse Económico) com sede em Madrid (Espanha). Presidente da Associação Bandeira Azul desde 1995; Membro do Executive Board da FEE -Foundation for Environmental Education (1997-2001 e 20072008) mentor e responsável de programas e membro de diversos steering committees no âmbito da FEE; Promotor e responsável pelo lançamento de diversos projetos de Educação Ambiental em Portugal (ECO-Escolas; JRA; Chave Verde; LEAF; ECOXXI) e de diversas iniciativas de cooperação internacional (Espanha, Holanda, Brasil, Marrocos, Cabo Verde) no âmbito da educação ambiental para o desenvolvimento sustentável.

Leana Paula Bernardi

Coordenação Programa Bandeira Azul / Brasil e Instituto Ambiental Ratones.

Gestora Ambiental graduada pela University of Western Sydney (UWS) – Austrália e Turismóloga graduada pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), no momento dedica-se ao mestrado em Turismo e Hotelaria também pela UNIVALI. Sua experiência no Brasil e exterior sempre estiveram relacionadas com a gestão do turismo e sustentabilidade tanto no pantanal como em regiões costeiras e de Mata Atlântica. Está à frente da coordenação do Programa Bandeira Azul no Brasil desde 2010 sendo responsável tanto pela disseminação da certificação de praias e marinas como pela auditoria e avaliação das praias e marinas candidatas.

Sônia Lúcia Peixoto

Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Gerente de Gestão Unidades de Conservação.

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula, com mestrado em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social pelo Inst. De Psicologia da UFRJ. Exerceu diversos cargos na área de gestão de Unidades de Conservação, tanto na esfera federal, como estadual e municipal. Durante os anos em que esteve na direção do Pq. Nac. da Tijuca, como representante o IBAMA/MMA, no convênio de co-gestão entre o IBAMA e a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, coordenou e supervisionou o processo de elaboração de projetos de Gestão Socioambiental. Entre vários outros projetos, coordenou o Projeto “Água em Unidade de Conservação”, o Grupo de Sustentabilidade Econômica Federal da Secretaria de Biodiversidade do MMA e trabalhou na elaboração do diagnóstico para criação do Monumento Natural das Ilhas Cagarras.

João Eustáquio Xavier

Presidente da ANAMMA

Arquiteto com pós graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ.

Ingressou no serviço público do Estado do Rio de Janeiro, por ocasião da implantação da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente – FEEMA, onde dirigiu por duas administrações o Departamento de Controle Ambiental – DECON , e o Departamento de Planejamento Ambiental – DEP. Atuou como Secretário Executivo da Comissão Estadual de Controle Ambiental do Estado do Rio de Janeiro – CECA. Foi Secretário de Meio Ambiente do município de Armação dos Búzios, no Estado do Rio de Janeiro. Atualmente exerce a função de Coordenador Geral de Controle Ambiental na Secretaria de Meio Ambiente do município do Rio de Janeiro. É Presidente da ANAMMA Sudeste e exerce a função de representante na Câmara Técnica de Qualidade e Controle Ambiental do Conselho Nacional de Meio Ambiente – CONAMA, representante da ANAMMA junto ao Conselho Estadual de Meio Ambiente – CONEMA e da CECA.

Vera Lucia Z. L. Dalmaso

Fundação Parques e Jardins

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula (1982). Funcionária da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro desde 1981, assistente na Coordenação de Estudos Ambientais, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano; na Fundação Parques e Jardins, a partir de 1990, trabalhando na Coordenação de Unidades de Conservação, na Escola de Jardinagem, no Projeto Flora do Litoral, e desde 2008 na Subgerencia de Adoção de Áreas Públicas.

グッチ グッチ 公式 グッチ 財布 グッチ バッグ グッチ 店舗